terça-feira, 29 de maio de 2012

Semana do poeta: Clarice Lispector - Parte II

Em 21 de Setembro de 1930, sua mãe falece. Nessa época, com nove anos, matricula-se no Collegio Hebreo - Idisch - Brasileiro, onde conclui o terceiro ano primário. Estuda piano, hebraico e iídiche. Indo ao teatro, encontra a inspiração para escrever "Pobre menina rica", peça em três atos, cujos originais foram perdidos. Seu pai resolve adotar a nacionalidade brasileira.

No ano de 1931, inscreve-se para o exame de admissão no Ginásio Pernambucano. Nessa época, já escrevia historinhas, todas recusadas pelo Diário de Pernambuco, que àquela época dedicava uma página às composições infantis. Isso se devia ao fato de que, ao contrário das outras crianças, as histórias de Clarice não tinham enredo e fatos - apenas sensações. Convive com inúmeros primos e primas.

Em 1932 é aprovada no exame de admissão e, junto com sua irmã Tânia e sua prima Bertha, ingressa no tradicional ginásio Pernambuco, fundado em 1825. Começa a frequentar a livraria do pai de uma amiga e lê "Reinações de Narizinho", de Monteiro Lobato, que pegou emprestado, já que não podia comprá-lo.

No ano de 1933 seu pai prospera e mudam-se para a casa própria, no mesmo bairro.

Pedro, pai de Clarice, em dezembro de 1934, decide transferir-se para a cidade do Rio de Janeiro.

No ano de 1935, Clarice em companhia de sua irmã Tânia e de seu pai, viajam para o Rio, na terceira classe do vapor inglês "Highland Monarch". Vão morar em uma casa alugada próximo ao Campo de São Cristóvão. No mesmo ano, mudam-se para uma casa na Tijuca, situada na Rua Mariz e Barros. No Colégio Sílvio Leite, cursa a quarta série ginasial. Nessa época, lê romances, próprios para sua idade.

Em 1936 conclui o curso ginasial. Inicia-se na leitura de autores nacionais e estrangeiros mais conhecidos, alugados em uma biblioteca de seu bairro. Conhece os trabalhos de Rachel de Queiroz, Machado de Assis, Eça de Queiroz, Graciliano Ramos, Jorge Amado, Dostoiévski e Júlio Diniz.

Em 1937, matricula-se no curso complementar (dois últimos anos do curso secundário) visando o ingresso na Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Brasil, hoje conhecida como Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Em 1938 ela transfere-se para o curso complementar do colégio Andrews, na praia de Botafogo. Passando pro dificuldades financeiras, dá aulas particulares de português e matemática. A relação professor / aluno seria um dos temas preferidos e recorrentes em toda a sua obra - desde  primeiro romance: Perto do Coração Selvagem. Ao mesmo tempo, aprende datilografia e faz inglês na Cultura Inglesa.

No ano de 1939, inicia seus estudos na Faculdade Nacional de Direito. Realiza traduções de textos científicos para revistas em um laboratório onde trabalha como secretária. 

Fonte: Releituras

Nenhum comentário:

Postar um comentário