segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Lua de mel - Europa - Primeiro dia: Embarque

Rio de Janeiro, 04 de Dezembro de 2010.

Finalmente chegou o grande dia!!!
Era uma sexta feira, a programação foi corrida, Transito para chegar até o aeroporto.
A cidade toda em obras, calor de 40 graus, UPPs e etc.....
Mas enfim, o grande dia chegou!!!

Eu e meu marido, ja tinhamos planejado a viagem a bastante tempo. Havia um projeto que ficou na gaveta há  6 anos.
Mas por diversas circunstâncias que só a vida determina, a realização do sonho ficou para 2010

Nosso projeto, elaborado com todo cuidado e dedicação, consistia em 30 dias na Europa. Nossa estadia: Alemanha (região da Bavaria), Italia (Roma, Florença e Veneza) e Paris.

No aeroporto, o check -in foi rápido e não houve atraso no embarque. RUMO À MUNIQUE VIA PARIS.

Maravilhoso!!!!

O embarque ocorreu às 17:30 hrs pela Air France, ficamos lado a lado (eu fiquei na janela), controlando o meu medo de avião.

Como todo sonho, sempre é dificil de acreditar que o momento faz parte da realidade. 10 horas de võo.

Refeição: Pães, biscoitos, queijo camembert, frutas, iogurte, agua, sucos, vinhos e champagne.
Programações de TV: Filmes, Musicais e desenhos
Võo de cruzeiro(Tranquilo) na maior parte do tempo, como disse o meu marido

Não podia ser melhor!!!

Chegamos no Charles de Gaule bem cedo, ainda estava escuro, sem noção da hora (fuso horario).
Do lado de fora, a neve caia suavemente, enquanto o sol começava a aparecer timidamente.
Imaginávamos o frio que estava fazendo la fora, afinal de contas era inverno europeu.
Frio gélido!! alerta de preocupação para o corpo não congelar
Haviamos deixado as roupas isotérmicas na bagagem de mão, pois no Rio estava fazendo 40 graus.

Desembarcamos. Atenção!!!
Aonde vamos nos informar? Cadê o balcão de informações???
Marido esperto!! Colocou em prática o francês, conseguindo a informação para seguirmos direto a Alfandega.
Sem nenhuma pergunta, nossos passaportes foram carimbados e entramos na Europa.

O aeroporto é imenso.
Fomos ao banheiro colocar as roupas térmicas.

Ficamos boa parte do dia no aeroporto, pois o vôo para Munique foi transferido para o inicio da noite, devido ao mal tempo.

Enquanto isso, a diversão inicialmente era observar o lugar e as pessoas. Uma diversidade imensa de nacionalidades e culturas.

Tivemos problemas com o sinal da Claro, o que me fez inocentemente ir para o lado de fora, verificar se havia sinal. No entanto, me senti como se estivesse em um desenho animado. A sensação era de que o gelo cristalizasse por todo o meu corpo, do dedinho do pé, até o último fio de cabelo. Nunca senti tamanho frio em minha vida, voltei de imediato

Meu marido comprou um cartão telefônico, conseguindo assim, entrar em contato com a nossa familia para dizer que estava tudo correndo bem. Nos comunicamos com Silvana, que nos esperava em Munique, a respeito do horário previsto para a nossa chegada na Alemanha.

A fome bateu. Pedi um Croissant em um quiosque, e fui ignorada pela atendente. Meu marido fez o pedido em frances, e foi prontamente atendido.Fiquei com raiva!! Compreendi logo no inicio, como é a receptividade francesa para quem tenta diálogo inicial em inglês. Comi um croissant com recheio de maça acompanhado de ice tea. Delicia!!!

Fomos para o check-in por volta das 15 h, e passeamos pelo Duttyfree. Não achei tão barato assim!! Compramos um perfume Clavin Klein(One) para a Silvana, e nos dirigimos para a sala de embarque.

Revista: Tiramos casacos, cachecois, sapatos.... a coisa é seria, mas com respeito e educação.

No salão de embarque, checamos o horario. Teriamos que esperar um pouco mais para o embarque. Enquanto isso, fizemos amizade com uma francesa que iria para a Alemanha. Ficamos um bom tempo exercitando o frances e o ingles.
Ela foi muito gentil conosco, e nos indicou Salzsburg(na Austria) para visitarmos.

Embarcamos e ficamos aguardando a liberação para a decolagem. Liberado pela torre, fomos rumo a Munique. O tempo era de 40 minutos aproximadamente. Desembarcamos no aeroporto de Miunique.

Foi com muita alegria, que vi a minha mala de Mickey, no meio de tantas outras no fluxo intenso da esteira. Com minha bandeira do Brasil na mão direita, acenei para a Silvana, que nos esperava alegremente no portão. Em meio a sorrisos e cumprimentos, recebemos um caloroso abraço naquela noite fria de inverno na Alemanha.

Silvana nos acompanhou até o Hotel. No caminho do desembarque até a estação central de trem (que fica dentro do aeroporto) vimos varias decorações de Natal. Lembrava os filmes da infância com toda sua magia. Pegamos o trem para Moosach, aonde ficava o hotel. Dentro do vagão, uma cena que nos impressionou: Amigos brindavam alegremente com cervejas do tipo long neck. Não haveria momento melhor para traduzir um quadro de boas vindas. Afinal era Munique, a terra tradicional da cerveja e das tabernas medievais.

Enfim, a sensação de leveza e liberdade que só esse tipo de férias pode provocar.

Estávamos na Alemanha!!

Chegamos em Moosach, e eram 22 h daquela noite de sábado. Faziam 8 graus negativos, e ao sair da estação, pude pisar pela primeira vez na neve. As ruas estavam cobertas de neve e gelo. Senti um frio ainda maior do que havia sentido em Paris. Nos abraçamos no caminho para o Hotel, enquanto a Silvana, nos explicava a respeito de como se deve caminhar nessas condições.


A neve caia suavemente sob as nossas cabeças. Não tem uma direção. Ela se alterna em diversas direções. Estávamos tão empolgados que nem nos dávamos conta, de que estávamos há mais de 36 horas sem dormir (fora impossivel no avião).



Entramos no hotel, e Silvana nos ajudou na recepção com seu alemão. Quarto aquecido, chuveiro quente, cama confortavel, chás e barras de chocolates......Como devemos valorizar os pequenos hábitos!!

Gute Nacht

Nenhum comentário:

Postar um comentário